top of page
Buscar
  • Foto do escritorLisiana Carraro

Relacionamentos são construídos a partir do que um acredita que o outro é.

Já parou para pensar que muitos relacionamentos são construídos pelo que as pessoas pensam que o outro é?


Aqui no escritório muitos casais que atendo trazem que não reconhecem mais a pessoa com quem casaram.


Dizem que quando se conheceram eram diferentes, tinham gostos semelhantes, desejavam as mesmas coisas, curtiam os mesmos lugares e até mesmo compartilhavam o gosto pelas comidas, mas que agora, depois de 5, 10, 15 anos TUDO mudou.


Conversando com eles acabam trazendo em suas falas que cansaram de querer agradar o outro e que quando querem fazer valer a sua vontade dá briga.


E isso é muito comum, sabe porque? Porque as pessoas, geralmente, constroem os seus relacionamentos a partir do que ACREDITAM ser o outro.


Muitas vezes quando se inicia um relacionamento as pessoas deixam de ser o que são para agradar o outro, com receio de não ser aceito, isso é uma furada!!


Devemos ser o que somos e nos mostrar desta forma. Lhes digo: personagens não são sustentados por muito tempo, sejam vocês mesmos, mostrem sua essência, sejam aceitos como são. Isto vai garantir a construção de um relacionamento com fundações sólidas que aguentarão as intempéries da vida que se darão nas finanças, com a chegada dos filhos, as perdas naturais que advém do tempo, enfim....será um relacionamento transparente e forte.


Mas não é só isso que ouço há anos. Há outra razão que vejo aqui no escritório, que chama bastante atenção nesta área de direito da família. É indiscutível e inegável que evoluímos. Com o tempo vamos amadurecendo, em alguns casais vejo que apenas um deles se oportuniza viver nossas experiências, cursos, formações, crescimento emocional e profissional e com isto vão mudando alguns gostos, vamos ficando, por vezes, mais seletos e até aprimorando nosso estilo de vida. E está tudo bem!


Acontece que se isto não se der em conjunto com o outro, eles se distanciam e sabe o que resulta? Um belo dia eles se olham e não se reconhecem mais, estão distantes um do outro, porque continuam com a visão daquele homem ou mulher de 5, 10, 15 anos atrás,


Relacionamentos tem de ser construídos com verdade, transparência e crescimento conjunto.


Assim, se posso dar um conselho nestes mais de 25 anos atuando área de direito de família é, sejam quem realmente são para que o outro lhe veja como você realmente é. Cresçam de mãos dadas, compartilhem os ensinamentos e conhecimentos, e caso isto em algum momento não faça mais sentido para vocês, ao menos não terão o sentimento de que estiveram juntos por anos e não se conhecem mais.


26 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page