top of page
Buscar
  • Foto do escritorLisiana Carraro

Qual a diferença entre guarda compartilhada e guarda unilateral

Compreenda as diferenças entre a guarda compartilhada e a guarda unilateral.

Qual é a regra?

Quando os pais se separam ou se divorciam, uma das grandes preocupações é decidir como será a guarda dos filhos. Existem duas opções que são frequentemente discutidas, a guarda compartilhada e a guarda unilateral, vamos entender o que cada uma significa

e o que considerar para escolher a melhor opção para o bem-estar e felicidade de seus filhos.


Guarda Compartilhada e Guarda Unilateral o'que cada uma dessas opções significa?


Guarda Compartilhada

É guarda compartilhada é regra, envolve a divisão de responsabilidades e tomada de decisões entre ambos os pais, os filhos passam um tempo igual ou próximo com ambos os pais, seguindo um cronograma acordado, um dos benefícios da guarda compartilhada é que a guarda compartilhada permite que as crianças mantenham um relacionamento próximo e saudável com ambos os pais, promovendo estabilidade emocional e segurança. Requer uma comunicação aberta e colaborativa entre os pais, para tomarem decisões conjuntas sobre educação, saúde, atividades extracurriculares, entre outros.


Guarda Unilateral

A guarda unilateral é exceção, ocorre apenas se a lei determinar. Na guarda unilateral um dos pais é responsável pelas decisões e cuidados diários da criança, geralmente é concedida quando um dos pais é considerado inadequado ou incapaz de cuidar dos filhos, seja por abuso, negligência ou outros fatores. O pai ou mãe com guarda unilateral tem a autoridade final uma responsabilidade exclusiva para tomar decisões importantes em nome da criança, o tempo de convivência com o outro pai ou mãe pode ser limitado ou supervisionado, dependendo da situação.


Considerações Importantes

O bem-estar da criança em primeiro lugar ao decidir sobre a custódia, o principal critério deve ser o interesse da criança, comunicação efetiva tanto na guarda compartilhada quanto na unilateral, uma comunicação clara e respeitosa entre os pais é fundamental para garantir o bem-estar e estabilidade da criança, a capacidade de adaptação de cada pai às necessidades da criança e a disposição de cooperar e fazer ajustes é essencial para o sucesso do arranjo escolhido.


Se você ainda tem dúvidas sobre o tema, não hesite em entrar em contato conosco.


5 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page